Acreditem nas estrelas.

   


  Eles estão tão distantes do universo imenso que os ronda, são tão pequenos... pequenos, frágeis, abaláveis e... Complexos. Cabem nesses seres, infinitos sentimentos, infinitas perguntas, infinitas palavras, infinitas emoções, muitas vezes não são eles que se dominam, são dominados, geralmente não sabem disso...
    Alguns se congelam, outros se derretem, e outros ficam como gelo em temperatura ambiente. Precisam de toque, de ritmo que os embalam, precisam amar, odiar, e sempre pensar no porquê de todas as coisas, se submetem a loucuras por puro prazer, se emocionam e se apegam.

     Eles, muitas vezes são egoístas, agem por si, se machucam entre eles, machucam a si próprio, e de um segundo á outro fazem coisas extraordinárias acontecer, o humor deles muda de uma hora para outra, basta um acontecimento, um toque do destino para magoa-los profundamente, geralmente são grosseiros, mas não é por culpa deles veja bem... Eles ainda estão aqui para evoluir, agem com agressividade para se defender, pensam coisas horríveis ou por satisfação ou simplesmente para apagar qualquer outra coisa que os façam sofrer, e olha, são as criaturas mais fáceis de se deixar sofrer..

     Talvez, eles sejam ainda pequenos demais para conseguir observar sempre todas as coisas lindas que os cercam, elas são menores do que eles, mas isso não quer dizer que não conseguem enxergar. Eles são confusos, como eu disse eles são tão complexos que não seria possível fazer um resumo desses seres.Mesmo assim, cada um com um jeito de agir e pensar, são lindos ao seu modo. São cientistas de si mesmos, são racionais e irracionais, são loucos e divertidos, são sentimentais e as vezes se endurecem feito pedra, mas ainda assim o que move eles indiretamente e muito diretamente é o amor.
Eles são apenas... Humanos.

P.S: Acreditem nas estrelas, elas são a parede luminosa e brilhante dos nossos sonhos, são os olhos dos pensamentos bons, são a força das nossas vontades.

                                                                                                                        Lectícia Péttine







Comentários

  1. A noite nós observamos as estrelas e elas será que também nos observam? O que dizem de nós. Uma vez em um documentário vi um cientista dizendo que nós seres humanos somo feito da poeira das estrelas, o que de certa forma nos liga ao universo. Isso foi tão bonito de se ouvir e de se pensar, somos feito da poeira de seres lindos, somos o presente inteiramente formado pelo passado. ahh é tanta filosofia que não cabe aqui. rsrs

    teu texto me fez pensar em todas essas coisas incríveis e os mistérios óbvios que não conseguimos entender. Maravilhoso, apaixonante. *-------------*

    Grande beijo, querida.
    www.eraoutravezamor.blogspot.com / www.semprovas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário